1. Podes dar-nos uma breve apresentação tua e há quanto tempo jogas Hearthsone?
R: Olá sou o João, também conhecido por Wolfheart, tenho 21 anos e jogo Hearthstone há cerca de 1 ano e meio.

2. Como tem sido o teu percurso nos e-Sports e o que te move em termos de paixão pelo jogo?
R: Eu comecei por jogar League of Legends, tendo obtido o rank máximo de Diamond 2. Infelizmente fui forçado a deixar o jogo porque comecei a ter dores nos pulsos por não ter os cuidados que são necessários para quem passa muito tempo ao computador, mas foi aí que surgiu o Hearthstone. Visto ser um jogo que não requer qualquer esforço físico, decidi que era o jogo indicado para mim na altura e tentei aprender o máximo possível através de streams de
torneios e de jogadores profissionais, nomeadamente o Zalae e o Amnesiac, até que tive conhecimento de uns torneios presenciais que se realizavam num gaming bar não muito longe da minha universidade e comecei a participar. Acabei por ganhar imensos desses torneios e isso em conjunto com a minha vitória no torneio da 4gamers na Iberanime em Maio de 2017 abriu-me as portas para entrar na Electronik Generation.
Quanto ao que me move em termos de paixão pelo jogo é a vontade de continuar a aprender e tentar ser o melhor jogador que conseguir ser. Gosto do Hearthstone porque no fundo é um jogo de estratégia, dos quais gosto desde pequeno.

3. Há quanto tempo jogas competitivamente e que equipas já integraste?
R: Jogo competitivamente desde Fevereiro de 2017 e a Electronik Generation é a primeira e única equipa de que faço parte.

4. Quais são os teus objectivos para o futuro nos e-Sports e onde pretendes chegar a nível competitivo?
R: Eu gostava de poder continuar envolvido nos e-Sports a minha vida inteira, principalmente como jogador mas possivelmente de outras maneiras num futuro mais longínquo. Quanto ao Hearthstone em particular, gostava de ganhar um torneio importante a representar a Electronik Generation e quero continuar a melhorar até chegar ao nível mais alto possível.

5. O que achas das alterações feitas pela Blizzard para esta época?
R: As principais alterações que a Blizzard fez para esta época incluem a implementação do Masters System que funciona como uma maneira de tornar mais viável viver do Hearthstone como jogador profissional ao recompensar quem acumula muitos pontos HCT que são atribuidos a quem tem bons resultados na ladder. Outra adição importante foi o programa Challengers, dá-nos a possibilidade de qualificação para campeonatos da Blizzard se não tivermos disponibilidade para investir tempo na ladder ao jogar em torneios online disponíveis todos os dias da semana, durante as épocas anunciadas pela Blizzard, no final das quais todos os vencedores de cada
região (Europa/Americas, etc.) são postos num só torneio em que apenas 8 têm lugar no campeanato regional da época. Foram também anunciados os Tour Stops que são Majors para alguns dos quais existem qualificadores online em que os jogadores qualificados têm os custos de viagem e estadia pagos pela própria Blizzard. A novidade que mais me surpreendeu foi a formação do leaderboard de equipas a que são entregues prémios monetários às 10 equipas que têm o maior número de pontos HCT entre um grupo de 3 jogadores, a definir pela própria equipa, coisa que acho essencial para incentivar equipas a investir no Hearthstone e a contratar os
melhores jogadores disponíveis.

6. Como tem sido fazer parte dos Electronik Generation? Tens algum momento favorito?
R: Adoro fazer parte da Electronik Generation, é muito bom ter a oportunidade de ter colegas de equipa com quem jogar e discutir coisas sobre o jogo e tanto o CEO como o Manager são pessoas fantásticas que adorei conhecer. O meu momento favorito com os meus colegas de equipa foi quando o Edmvyrus estava a ver um jogo de futebol do Sporting e parecia um autêntico treinador de bancada, a dizer coisas como “Tu és pago para jogar, não podes falhar isto!” ou “O que é que estás a fazer, não podes perder a bola aí!”.

7. Que defeitos e qualidades atribuis aos teus team mates?
R: O pior defeito dos meus colegas de equipa é o tilt, os rapazes não param de reclamar quando as coisas não lhes correm bem. Em relação à melhor qualidade, a do Edmvyrus diria que é a disponibilidade dele para falar com outros jogadores nos torneios e discutir coisas sobre os jogos como fez comigo no princípio sem sequer me conhecer antes. A do Whenz diria que é a vontade que ele tem para se chegar à frente e dizer o que precisa de ser dito. E, por fim, a melhor qualidade do LazyA é a dedicação que dá ás coisas que lhe importam, como é neste momento o Hearthstone no qual tem estado a pôr imensas horas.

8. Tens algum “motto”? Se sim, qual?
R: Com esforço e dedicação qualquer coisa pode ser alcançada.

9. Que mensagem gostarias de deixar para todas as pessoas que te acompanham?
R: Obrigado a todos aqueles que torcem por mim! Obrigado também ao nosso Manager e ao nosso CEO por todo
o apoio e um obrigado muito especial para o meu colega Edmvyrus que me acompanha quase desde o princípio nesta minha aventura pelo Hearthstone, é sem dúvida uma das razões por ter conseguido chegar onde cheguei.

 

Podem seguir o nosso jogador em:

https://www.facebook.com/Wolfheartpt96/

https://twitter.com/Wolfheartpt96

 

#BeEGN #ChallengeTheFuture #Entrevista #Hearthstone #EGNPRO

Tiago Principe
Março 4, 2018
Tags: , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *