Foto de Electronik Generation.

A Steam Greenlight sempre ofereceu diversos problemas para os desenvolvedores, para os jogadores e até mesmo para a própria Valve, que sempre demonstrou estar insatisfeita com o serviço.

Porém a empresa decidiu mudar o seu modelo de negócios com novos desenvolvedores, ao substituir o Steam Greenlight pelo que a equipa da Valve está a chamar de Steam Direct, que tem previsão de lançamento para o segundo semestre de 2017.

A principal diferença para o novo sistema, é que o desenvolvedor terá que preencher uma série de documentos para o projeto ser analisado e também terá de pagar uma taxa ainda não determinada para inserir o jogo na Steam. A taxa poderá ser recuperada, caso o jogo seja vendido.

De acordo com a Valve, o objetivo é melhorar o relacionamento dos desenvolvedores com a comunidade, além de tornar os produtos mais acessíveis. A Valve pretende garantir que a Steam tenha um ambiente acolhedor para todos os desenvolvedores que querem mesmo tratar os consumidores de maneira justa e oferecer uma experiência de qualidade.

Esta novidade promete também ajudar os desenvolvedores a planear melhor o seu produto, segundo Aiden Kroll. Como desenvolvedor, ele acaba de colocar o seu jogo na Steam Greenlight e não tem ideia de quanto tempo irá levar até o jogo ser aprovado. Isto torna tudo mais difícil para ele, afinal se este pretende lançar o jogo em uma data X, quando deverá começar a divulgação com a comunidade? Quando deve começar a falar com a imprensa sobre o projeto? Além de possíveis imprevistos no processo, isto torna tudo mais difícil para os desenvolvedores.

A Steam Greenlight ajudou de maneira considerável a Steam a aumentar o número de jogos disponíveis e também colaborou com os desenvolvedores independentes para que estes pudessem divulgar o seu trabalho. Porém, o filtro não impediu que jogos de má qualidade também fossem disponibilizados, entre outros casos que tornaram o sistema extremamente polémico, incluindo a compra de votos de comunicado para que um jogo fosse aprovado de maneira ilegal.

Mais detalhes sobre a Steam Direct serão revelados nos próximos meses pela Valve.

via : Portugal Gamers

Pedro Ferreira
Fevereiro 14, 2017
Tags: ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *