Uma aventura que começou no início de 2019, uma aposta cada vez mais certa e uma estrutura cada vez mais sólida.

Soshyx, Cris e Rafaela, são três nomes que já pertencem à família da EGN desde o início de 2019. A equipa feminina de CS:GO da EGN Esports tem vindo a desenvolver-se nos passados meses, apresentando diversas formas e jogadoras, mas mantendo o core constante. Com o intuito de lutar cada vez melhor pelos objetivos estipulados, ao core juntaram-se lenassur e Dani’, uma mistura entre experiência e young blood que veio a coincidir perfeitamente com as necessidades da equipa.

Faço parte da EGN há cerca de um ano e estou extremamente confortável nesta casa. Não tenho intenções de mudar esta realidade, principalmente neste momento, uma vez que a EGN está em sintonia com a minha linha de pensamento e ideais no que toca às comunidades de esports em Portugal. – cris

Assim sendo, a equipa que está e continuará a representar as nossas cores este ano é:

🇵🇹 Cristiana ‘cris‘ Chaves
🇵🇹 Rafaela ‘~rafaela‘ Guia
🇵🇹 Helena ‘lenassur‘ Barros
🇵🇹 Ana ‘soshyx‘ Castro
🇵🇹 Daniela ‘Dani’‘ Nogueira

Consulta o lineup e conhece as jogadoras aqui.

Desde novembro, altura em que as cinco se juntaram, as jogadoras participaram na 1ª Divisão da Dreamcup Portugal e, apesar de não conseguirem garantir a manutenção na 1ª Divisão, mostraram-se fortes e confiantes, atingindo alguns resultados surpreendentes contra equipas que começam a marcar o seu nome na scene competitiva em Portugal.

“A participação na Dreamcup foi muito importante para nos conhecermos e evoluirmos enquanto equipa. Há uma clara diferença do primeiro para o último jogo e, na minha opinião, o juve teve um papel predominante no nosso desenvolvimento, um grande obrigada à EGN por procurar sempre as melhores condições!”, defende Rafaela.

Sendo a primeira experiência competitiva da Dani’, esta afirma que:

Não foi difícil a nossa adaptação, acho que já trabalhamos todas em equipa, por isso acredito que, com trabalho, vamos longe. Pouco a pouco, vamos alcançando os nossos objetivos. – Dani’

Mais recentemente, depois de uma breve pausa entre dezembro e janeiro, as jogadoras têm vindo a debater-se internacionalmente na ESL WOMEN’S OPEN, somando, inicialmente, derrotas contra 🇵🇱 Izako Boars, 🇫🇮 Frosty Female e frente às portuguesas 🇵🇹 GTZ BULLS. Apesar de um início lento na competição, a equipa não baixou os braços e venceu a última jornada no encontro com as 🇵🇹 Grow Up, atingindo os playoffs da competição por desempate com a organização portuguesa.

Apesar de caírem para a lower bracket nos quartos de final, a equipa mostrou uma resiliência enorme no jogo contra 🇵🇱 Arcane Wave, levando a série a terceiro mapa e a mostrar um CS cada vez mais sólido. No mais recente confronto, voltaram a debater-se com 🇵🇹 GTZ BULLS , saindo, desta vez, vitoriosas de uma forma convincente. “É nestas alturas que se nota o progresso. Há três semanas não tivemos qualquer hipótese, hoje, conseguimos. Caminhamos a passos largos.”, afirma cris, cada vez mais confiante na equipa.

Salientando que as condições dos servidores oficiais da ESL possam não ter sido aceitáveis em determinados momentos, queríamos expressar o nosso maior agradecimento para com as nossas compatriotas pertencentes às organizações 🇵🇹 Grouw Up e 🇵🇹 GTZ BULLS, bem como à equipa polaca 🇵🇱 Arcane Wave, por aceitarem jogar num servidor externo e por promoverem valores que a EGN tanto admira, fazendo prevalecer a verdade desportiva e o fairplay. Em adição, um obrigado especial à jogadora Sofia “suleao” Leão, pelo standin numa das jornadas desta competição.

“Tendo em conta que conheço duas das minhas companheiras há mais de 8 anos, a minha inclusão na equipa foi fácil e com o pouco tempo que passou já fomos todas capazes de criar bons laços.” – lenassur

Com os olhos postos no futuro, as jogadoras partilham dos mesmos objetivos. Rafaela, com um ponto de vista semelhante, afirma que o seu maior objetivo é: “estar numa equipa em que toda a gente se respeite e reme para o mesmo lado e acho que, desta vez, por mais dificuldades que os mundos pessoal e profissional nos coloquem, estamos no caminho certo.”

Lenassur acrescenta que: “Practice makes it perfect, portanto é só seguir este caminho e traremos mais vitórias e accomplishments. Vamos seguir em frente e lutar para que, no futuro, consigamos jogar lá fora e em competições maiores!”

“Sinto-me bem na EGN, acho que foi uma boa escolha para nos sentirmos em casa. O meu objetivo é ir mais longe. Aprender, e poder levar as minhas teammates e o resto da colmeia connosco.” – soshyx

A próxima etapa é já esta segunda-feira, um BO3 decisivo nas meias-finais da lower bracket da ESL WOMEN OPEN contra a equipa polaca 🇵🇱 Izako Boars.
A EGN Esports deseja a maior das sortes às suas atletas. Acreditamos e confiamos que será um ano risonho, cheio de evolução e surpresas!

João Jerónimo
Março 14, 2020
João Jerónimo

João Jerónimo

João Jerónimo também conhecido como LuckyMind ou Mind (diminutivo) começou muito cedo a ter contacto com os vídeo jogos. A partir dos 3 anos teve um contacto direito com um computador descobrindo a paixão. Mas só se aprofundou passado 3 anos quando começou a jogar Age of Empire 2, para si o melhor jogo de estratégia de sempre. Uns anos mais tarde agarrou-se ao CS:GO com uns amigos e começou a ver a vertente mais competitiva dos jogos electrónicos. Com o seu amor na competição por ser um jogador dos Seniores do Mafra em andebol, decidiu lutar mais e começou a evoluir.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *